Resenha: Divertida Mente (filme) #BEDA

by - 06 agosto

Preciso confessar que nunca fui fã de filmes de animação. Tudo bem que eu ame os Minions, mas os filmes em que eles aparecem (Meu malvado favorito 1 e 2, porque ainda não assisti o dos Minions mesmo) são os meus únicos "favoritos" desse gênero. Não que eu não goste dos clássicos de animação, mas eles não me chamam a atenção tanto quando um de suspense, por exemplo. Mas isso "meio" que mudou quando eu assisti Divertida Mente. Esse filme é incrível e você PRECISA ver.

A personagem principal do filme é a Riley, uma menina de 11 anos que acaba de se mudar com seus pais para São Francisco. No início do filme observamos como era a vida da menina desde que ela nasceu até o momento atual, e vemos o quanto suas emoções são importantes para o seu desenvolvimento. Antes da mudança Riley tinha uma ótima vida, morava em uma casa legal, tinha amigos divertidos, pais atenciosos e amigos incríveis. Mas com a mudança os sentimentos da menina ficam confusos e o motivo disso, além da mudança dolorosa, é o desentendimento que está acontecendo na cabine que controla a mente de Riley.
Baixe essa ilustração
Na cabine de controle se encontram 5 personagens: Alegria, Tristeza, Raiva, Nojinho e Medo. Todos são personagens engraçados e fofíssimos (queria Funko Pop de todos eles). São eles quem controlam os sentimentos da Riley, porém quem realmente comanda é a Alegria, que faz de tudo para que a menina seja sempre feliz. Então algumas coisas acontecem e agora Riley só consegue sentir nojo, raiva e medo. Contando apenas com esses sentimentos, Riley começa a perder todas as suas boas lembranças e desequilibrando suas ligações com tudo o que ama.

No filmes vemos o quanto nossas emoções são importante pra nós. Conseguimos ver como nosso cérebro "funciona" e que cada sentimento que temos é importante, tanto sentimentos tristes quanto felizes.


Espero que tenham gostado da resenha, bjks.

You May Also Like

0 comentários